Meu Encontro com os Outros: Memórias de José de Albuquerque, Pioneiro da Sexologia no Brasil

Editora: FIOCRUZ (veja mais livros desta editora)
Autor(es): Sergio Carrara (veja mais livros deste autor)

por: R$ 55,00 Em 2x de: R$ 27,50 No boleto: R$ 55,00 para Associados CAASC
por: R$ 41,25

Comprar
Em estoque: Previsão de postagem em até 1 dia útil após a confirmação do pagamento, mais o tempo de transporte.
Consulte aqui o valor do frete e prazo de entrega do produto
Opção de parcelamento via cartão de crédito
  • 1x de R$ 55,00 sem juros
  • 2x de R$ 27,50 sem juros
Avalie:

Ficha técnica

Código de barras:
9788575414736
Dimensões:
2.00cm x 14.00cm x 21.00cm
Edição:
1
Editora:
FIOCRUZ
ISBN:
8575414739
ISBN13:
9788575414736
Número de páginas:
234
Peso:
255 gramas
Encadernação:
Brochura

Sinopse

A sexualidade como função fisiológica e o desejo sexual como necessidade orgânica primária. A educação sexual – para homens e mulheres – como estratégia para solucionar não só o problema das doenças venéreas, mas outros como a desarmonia conjugal e as perversões sexuais. A legitimação e institucionalização da andrologia, a ciência do homem. A crítica à abstinência sexual socialmente imposta às mulheres solteiras e viúvas. Essas eram algumas das ideias defendidas pelo autoproclamado sexólogo e andrologista brasileiro José de Albuquerque, médico que, embora tenha enfrentado tabus, levantado polêmicas e causado rebuliço na elite carioca nos anos 1930, ficou esquecido ao longo das décadas seguintes. Mas agora esse importante personagem da história da sexualidade no Brasil volta à cena com a publicação de sua autobiografia até então inédita. “Enfim, para além das peripécias de uma vida bastante agitada e de uma singular trajetória profissional, a autobiografia desvela aspectos interessantíssimos do desenvolvimento das ciências médicas no Rio de Janeiro do entreguerras. Nela, aparecem seus principais personagens, a vida em suas escolas e o universo de sua prática”, afirmam os organizadores. “Sua leitura na segunda década dos anos 2000 permite colocar em uma nova perspectiva a própria história da sexualidade no Brasil, um campo que hoje, como nos anos 1930, continua tensionado por inúmeros dilemas, conflitos e impasses”.